Se você acha que o LinkedIn é uma plataforma voltada unicamente para o preenchimento de currículo, com certeza você precisa rever seus conceitos. O LinkedIn é muito mais que isso. Todo profissional que deseja fazer networking, encontrar vagas, estar atualizado sobre o mercado de trabalho, precisa fazer parte desse universo.

De acordo com a Revista Isto É Dinheiro, o LinkedIn possui hoje no Brasil 43 milhões de usuários. Com esses números, fica claro que se trata de uma vitrine profissional indispensável.

Ficou convencido? Então reserve um tempo para fazer o cadastro e leia as dicas abaixo:

  • Escolha uma boa foto de rosto, nítida, com fundo neutro. Se você não tiver, pegue o celular e peça ajuda para alguém fotografá-lo(a). Detalhe: Vista-se de maneira profissional e sorria. Tem dúvidas se a foto está adequada? O site Snappr Photo Analyzer responde. Através dessa ferramenta, conectada diretamente com o LinkedIn, você recebe uma análise (em inglês) completa da sua foto. Além disso, o site pontua a sua foto.
  •  Título: Digite a área ou o seu cargo que você tem interesse, esqueça a expressão “Em busca de uma oportunidade” ou ainda “Estou desempregado”. Provavelmente o seu perfil será descartado, pois você deixou de se posicionar.

Procure palavras-chaves que se relacionem com o seu objetivo. Por exemplo, se você é jornalista, você pode também mencionar outros cargos no título. Por exemplo: Redator(a), Assessor(a) de imprensa, Produtor (a) de conteúdo ou Repórter. Afinal são vagas correlatas à sua área e que podem aumentar as suas chances de ser encontrado. Para quem está em transição de carreira, coloque todos os cargos relacionados a nova área de atuação.

  • Sobre: É uma das partes mais importantes do cadastro. Afinal quem é você? Quais foram as suas realizações profissionais? O que você tem a oferecer? Quais são as suas habilidades? Pense nessas questões, foque no seu objetivo profissional e redija um texto curto. Esqueça aquele texto formal que você fazia antigamente para divulgar o seu currículo.

A plataforma espera que você se conecte com outros profissionais, nesse sentido converse de maneira natural com os usuários (nada de gírias), conte a sua história profissional, sem parecer um robô.  Informe-se sobre o perfil solicitado nas vagas que você tem interesse e veja quais palavras se repetem com mais frequência e que tem a ver com a sua experiência. Procure inseri-las na sua apresentação.

  • Experiência: Reúna todas as suas experiências profissionais e informe de forma decrescente as empresas que você trabalhou, a data de início e término e as suas principais atribuições
  • Formação acadêmica: Cursos de graduação, pós, mestrado, doutorado
  • Licenças e certificados: Cursos de idiomas, cursos online, certificações
  • Competências: Faça uma lista das suas principais habilidades, você pode inserir até 50. Exemplos: conhecimento em Excel, Word, atendimento ao público, rotinas administrativas, inglês fluente, entre outros.
  • Recomendações: Faça e solicite recomendações de colegas ou chefes que conheçam bem o seu trabalho.

Além disso, interaja com outros usuários através da publicação de artigos, likes ou comentários. Procure sempre manter o seu perfil atualizado. Estar no LinkedIn é relevante para quem quer ver e ser visto. Boa sorte!

Me chamo Telma, sou jornalista de formação, mas atuo há mais de 20 anos na área administrativa. Curiosa e inquieta, resolvi me aventurar recentemente na produção de conteúdo. Se você quiser conversar, meu e-mail é tslima21@gmail.com.
Portfólio: https://www.clippings.me/users/telmalima

Compartilhe:
Iniciar chat
Vamos conversar?
Olá, como posso te ajudar?